sábado, 16 de janeiro de 2021

Conselheiro tutelar é vítima de tentativa de homicídio


O conselheiro tutelar por Santana do Ipanema, Manoel Belarmino dos Santos Neto, de 51 anos, sofreu uma tentativa de homicídio, na manhã desta sexta-feira (15). O autor do crime foi um homem de 42 anos, que havia sido denunciado no dia anterior, sob acusação de negligência e maus tratos contra seu próprio filho, uma criança de 6 anos.

Belarmino conversou com o site Alagoas na Net e explicou que havia intimado pessoalmente o acusado, no dia anterior, numa casa do sítio Poço Salgado. “Após eu o informar sobre a denúncia, disse que ele precisava ir ao conselho para prestar esclarecimentos sobre o caso”, conta.

O agricultor compareceu na sede do Conselho Tutelar, mas segundo Belarmino, ele estava embriagado e com o filho do lado. “Ele chegou já dizendo: ‘Belarmino, está tudo resolvido, já conversei com aquela rapariga’, se referindo a mãe da criança, sua ex-mulher”, relatou o conselheiro.

Diante do que ouviu, o servidor disse que decidiu ligar para uma irmã mais velha da criança, para que ela ficasse com o menor, enquanto ele ouvia o acusado. Todavia, foi justamente com a chegada da parente, que o autor teria se revoltado e partiu para cima do conselheiro. “Eu vi que ele não estava com a mínima condição de estar com a criança, mas quando ele viu a filha chegando, se alterou, puxou uma faca e disse que ia me matar”, disse.

Belarmino conta que ao ver o autor entrar nas dependências do Conselho, decidiu escapar pelos fundos e conseguiu pular o muro. Minutos depois, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e mesmo com a presença dos policiais, o agricultor resistiu e precisou ser contido com disparos de arma de choque.

O conselheiro tutelar ainda informou a PM que no dia em que foi comunicar a denúncia ao suspeito, presenciou armas de fogo na casa, e inclusive teria alertado o dono do cuidado com a criança. Os policiais foram até o local e apreenderam duas espingardas.

Todo o episódio foi registrado no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Major Izidoro, pela equipe da Polícia Civil. O autor foi levado até o Cisp de São José da Tapera, onde ficou à disposição da Justiça. 

Por Lucas Malta / Da Redação

fonte: https://www.alagoasnanet.com.br/v3





Médico de 28 anos morre por complicações da Covid-19


Morreu na tarde desta sexta-feira, 15 de janeiro, o médico Gillian Vitor Reis, de 28 anos. Ele estava internado em um hospital na cidade de São José do Rio Preto para tratamento da Covid-19 e não resistiu as complicações da doença

O profissional periodicamente era escalado para plantões no Pronto Socorro de Auriflama. Gillian era morador do distrito de Bandeirantes d'Oeste, em Sud Menuccci
Iniciou os estudos em medicina no ano de 2012 pelo Centro Universitário de Votuporanga e estava na linha de frente em meio a pandemia. Como médico, já havia prestado serviços em Pereira Barreto, Sud Mennucci, Guzolância e Auriflama

A prefeita de Auriflama, Katia Morita, publicou em seu facebook:

Foi com muita tristeza que recebi a notícia da morte do jovem Dr. Gilian Vitor Reis, com quem dividi vários plantões no Pronto Socorro de Auriflama. Atencioso, dedicado e um apaixonado pela medicina e por cuidar das pessoas, Dr. Gilian se foi devido a complicações causadas pela COVID-19 na tarde de hoje (15).

Que a morte deste profissional, que atuava na linha de frente do combate a doença, nos sirva de alerta para que redobremos os cuidados: o coronavírus é um inimigo invisível e cruel, capaz de nos impor lacunas ao vitimar pessoas queridas. 

fonte: https://www.riachoemfoco.com.br






Santa Cruz-PE, é destaque Nacional e recebe valor extra por alcançar metas do Ministério da Saúde em 2020


Santa Cruz, no Sertão do Araripe pernambucano, foi um dos municípios brasileiros que alcançaram as metas estabelecidas pelo Previne Brasil – Programa de Financiamento da Atenção Primária à Saúde (APS). O incentivo financeiro federal foi definido pela Portaria publicada no Diário Oficial da União.

O valor extra, será repassado para algumas cidades por terem chegado aos resultados esperados para os indicadores de saúde estabelecidos para 2020. Entre os destaques dos indicadores são ações estratégicas de saúde da mulher, pré-natal, saúde da criança e doença crônicas. Foram considerados municípios que alcançaram entre 80% e 100% da meta de um, ou mais, dos sete indicadores. (Da ASCOM PSC)

fonte: https://www.ouricuriemfoco.com.br




sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Projeto concede a conselheiros tutelares direito de receber abono salarial anual.


O Projeto de Lei 4576/20 altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para assegurar aos conselheiros tutelares o direito de receber o abono salarial – benefício anual de um salário mínimo (hoje, R$ 1.045) pago a trabalhadores que recebem em média até dois salários mínimos por mês. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

O ECA já assegura aos conselheiros tutelares, cuja principal função é zelar pelos direitos das crianças e dos adolescentes, direito a cobertura previdenciária; férias anuais remuneradas e acrescidas de 1/3 do valor da remuneração mensal; licença-maternidade; licença-paternidade; e gratificação natalina.

“Entendemos ser muito justo o recebimento desses direitos pelos conselheiros tutelares. Contudo, em face da relevância da atuação desses agentes públicos, estamos propondo que, ao rol de direitos já assegurados, seja incluída a percepção do abono salarial anual”, defende o autor do projeto, deputado Frei Anastácio Ribeiro (PT-PB).

Impacto orçamentário
Segundo dados do governo federal estão em funcionamento hoje no País 5.956 conselhos tutelares, cada um composto por 5 conselheiros, totalizando 29.780 profissionais.

Assim, conforme estimativa feita pela Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados, a implementação do abono salarial para os conselheiros tutelares teria, em 2020, um impacto orçamentário de R$ 29,76 milhões.

Fonte: Agência Câmara de Notícias





Associação das Prostitutas do Piauí pedem mais cursos à Prefeitura de Teresina


Na manhã desta quinta (14) a Secretária de Política Públicas da Mulher (SMPM) Karla Berger e a Primeira Dama Samara Conceição estiveram reunidas com a Associação de Prostitutas do Piauí (APROSPI) para discutir e entender as necessidades, projetos e políticas da associação.

A presidente da APROSPI Arcelina Silva relatou que atualmente atende 2000 (duas mil) mulheres, desde a distribuição de material íntimo para o trabalho, como a oferta de curso e orientação de prevenção de Infecções Sexualmente Transmissível (IST), mas que ainda os recursos são escassos.

“Precisamos de políticas públicas voltadas para a mulher que tem a prostituição como trabalho, dar orientação e irmos muito além, temos que aumentar a oferta de cursos, precisamos desse apoio”, disse a presidente da APROSPI.

Reunião com Associação de Prostitutas do Piauí (Foto: Ascom/SMPM)

Secretaria da SMPM Karla Berger afirma que esse diálogo foi extremamente necessário para que haja uma articulação com a rede de atendimento, e que projetos voltados para classe sejam feitos e realizados.

“Estamos aqui hoje para entender mesmo, tanto que eu procurei a associação, para ver de perto, e compreender os reais anseios de vocês”, relatou a Primeira Dama Samara Conceição.





quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Reservas para o ano letivo de 2021 já podem ser feitas na Rede Municipal de Santa Cruz do Capibaribe.


A
 Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretaria de Educação, comunica que as reservas de vagas para o ano letivo de 2021, da Rede Municipal de Ensino, foram iniciadas nesta segunda-feira (11) e seguem até o dia 29 de janeiro em todas as escolas municipais. Os pais ou responsáveis deverão se deslocar à secretaria da escola, das 8h às 13h, trazendo consigo a documentação escolar e de identificação do aluno, para realização da reserva e localização.

Para mais informações, basta entrar em contato com a Secretaria de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe pelo telefone (81) 3731-1587.

Boletim COVID-19 - Santa Cruz do Capibaribe-PE.

 





Prefeito Fábio Aragão participa de reunião com Ministro da Saúde para discussão do Plano Nacional de Imunização contra a COVID-19 nos municípios.

                       

O Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Fábio Aragão participou nesta Quinta-Feira (14) de uma conferência com o Ministro da Saúde Eduardo Pazuello e outros Prefeitos de Pernambuco para discutir a respeito do Plano Nacional de Imunização contra a COVID-19, que, segundo Pazuello, deve ser iniciado ainda neste mês de Janeiro.

Na reunião, foram discutidos os grupos prioritários e como serão realizadas as vacinações. Além disso, o Governo do Estado já iniciou a distribuição de seringas para os municípios iniciarem as preparações. "Estamos lutando para que as vacinas cheguem na nossa cidade da melhor forma possível, e é de extrema importância que tenhamos um plano para atender toda a população, começando pelos grupos de prioridade." Disse Fábio.


Mais de R$ 75 milhões são aplicados em políticas públicas para crianças e adolescentes em 2020.

Mais de R$ 75 milhões foram utilizados, em 2020, para a implementação ou fortalecimento de políticas públicas para crianças e adolescentes. Os números representam 96% do orçamento total da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA), que foi de R$ 78,2 milhões.
Entre as ações coordenadas pela área que integra o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), estão o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM) e o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE), além da equipagem de Conselhos Tutelares.
"Nossa atuação é pautada na prioridade absoluta à criança e ao adolescente, proporcionando o reequilíbrio existente pela condição de serem pessoas em desenvolvimento", afirma o titular da SNDCA, secretário Maurício Cunha.
Importante esclarecer que, o orçamento da secretaria, em 2019, foi de 143 milhões tendo sido empenhado 142 milhões, equivalente a 99% de execução. Sendo que R$ 100 milhões vieram como dinheiro recuperado pela Operação Lava Jato. Desta forma, retirando este incremento, o orçamento de 2020 é 180% maior do que no ano anterior.
Proteção
Dentro do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM) foram investidos R$ 14,8 milhões que beneficiaram a 141 crianças e adolescentes e 294 familiares, totalizando 435 pessoas. Iniciativa de destaque, o programa tem o objetivo de proteger, preservar e promover a vida daqueles que estão em situação de risco de morte e, também, de seu núcleo familiar.
"A identificação da ameaça e a solicitação de inclusão no PPCAAM são realizadas por meio do Poder Judiciário, do Ministério Público, das Defensorias Públicas, e dos Conselhos Tutelares caracterizados como 'Portas de Entrada'. Estas instituições são responsáveis também pela fiscalização e aplicação da garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes", destaca o secretário.
O Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte possui o maior orçamento entre as iniciativas da secretaria. Os recursos são aplicados em parceria com os estados.
"O Governo Federal garante uma média anual de aproximadamente R$ 1 milhão para o PPCAAM em cada estado onde o programa está implantado", acrescenta Cunha.
Em 2020, o programa foi executado em 17 unidades federativas: Acre (AC), Alagoas (AL), Amazonas (AM), Bahia (BA), Ceará (CE), Distrito Federal (DF), Espírito Santo (ES), Maranhão (MA), Minas Gerais (MG), Pará (PA), Paraíba (PB), Pernambuco (PE), Paraná (PR), Rio de Janeiro (RJ), Rio Grande do Norte (RN), Rio Grande do Sul (RS) e São Paulo (SP).
Nos estados que não ofertam a iniciativa, o Núcleo Técnico Federal (NTF) assume o atendimento dos casos, realizando o que for necessário para que o protegido e a sua família tenham sua vida e seus direitos garantidos.
Sinase
Quase R$ 34,6 milhões foram investidos no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase). Os recursos são referentes às duas unidades socioeducativas, uma em Nossa Senhora do Socorro (SE), com R$ 14,1 milhões, e a outra no município de Vitória da Conquista (BA), com valor empregado de R$ 20,5 milhões. No total, 174 adolescentes em conflito com a lei foram beneficiados com a iniciativa.
Houve ainda acréscimo de mais de R$ 2 milhões de emendas individuais e de mais de R$ 4 milhões pra ações no Amapá, Roraima e Distrito Federal (DF). Neste último, os recursos extras beneficiaram amais de 2,2 mil pessoas entre adolescentes, em cumprimento de medidas socioeducativas, e servidores do sistema socioeducativo do DF.
O secretário ressalta que as ações têm a proposta de erradicar o déficit de vagas no sistema socioeducativo do Brasil, além de qualificar a estrutura de programas já implementados.
Conselhos Tutelares
Outros R$ 44,3 milhões foram destinados à aquisição de kits para Conselhos Tutelares. O conjunto de equipamentos inclui, além dos automóveis, computadores, refrigerador, bebedouro, Smart TV, ar-condicionado portátil, cadeirinha para automóvel e impressora. Os itens foram adquiridos com recursos oriundos de emendas parlamentares e serão entregues no ano que vem.
De acordo com o secretário, a iniciativa proporciona condições dignas para os conselheiros trabalharem.
"A população tem no conselho tutelar de seu município um aliado na defesa e na promoção desses direitos. Qualquer denúncia ou suspeita de violência contra crianças e adolescentes, acione imediatamente o conselheiro tutelar, que ele vai tomar as providências cabíveis", aconselha.
Para 2021, com recursos de 2020 vindos de emendas parlamentares, o ministério entregará 560 veículos para a melhoria da infraestrutura no atendimento a crianças e adolescentes de todo o país.

Fonte: https://www.folhavitoria.com.br/economia/noticia/01/2021/mais-de-r-75-milhoes-sao-aplicados-em-politicas-publicas-para-criancas-e-adolescentes-em-2020


Novo salário mínimo tem o menor poder de compra para cesta básica em 15 anos

Além do fim da política de valorização do mínimo, preços dos alimentos aumentaram

São Paulo – “Arredondado” para R$ 1.100, o novo salário mínimo não deverá ter aumento real ou terá ganho ínfimo acima da inflação. Isso só se saberá na semana que vem, quando sai o resultado do INPC (e do IPCA) de dezembro e de todo o ano de 2020. O que já se sabe, segundo estimativa do Dieese, é que o salário mínimo terá novamente o menor poder de compra em relação aos produtos da cesta básica desde 2005. A diferença é que, ao contrário de agora, naquele período havia uma política de valorização do salário mínimo em curso.

O instituto estima em R$ 696,71 o valor da cesta básica em São Paulo neste mês. Assim, o salário mínimo reajustado equivale a 1,58 cesta básica, mesma proporção de 2020 e a menor desde 2005 (1,60). De 2006 a 2019, essa proporção sempre esteve próxima ou acima de duas cestas, chegando a 2,16 em 2017.

Marchas a Brasília

A política de valorização do salário mínimo surgiu a partir de iniciativa das centrais sindicais, que realizaram uma série de “marchas” para Brasília. Tornou-se lei nos governos Lula e Dilma. O critério de reajuste considerava o INPC do ano anterior. A título de aumento real, o PIB de dois anos antes. Prevista na Lei 13.152, de 2015, a regra era válida até 2019, quando houve ganho real de 1,14 ponto percentual.

No ano passado e neste, praticamente um “empate” em relação à inflação. O INPC de dezembro será divulgado no próximo dia 12. De janeiro a novembro de 2020, ficou acumulado em 3,93%. Ao mesmo tempo, os preços dos alimentos não pararam de aumentar ao longo do ano, pressionando a cesta básica. Consequentemente, a população mais pobre.

Impacto na economia

Em setembro, durante audiência no Congresso, o ministro Paulo Guedes se manifestou contra o aumento do salário mínimo. Afirmou que, em tempos de crise, isso seria “condenar as pessoas ao desemprego”. Desconsiderou a inflação.

O Dieese estima que 50 milhões de pessoas têm rendimento referenciado no salário mínimo. E, com o reajuste, calcula em aproximadamente R$ 30 bilhões o incremento de renda na economia brasileira.

fonte: https://www.redebrasilatual.com.br



Inep corrige informação e diz que ainda analisará nova data do Enem para cidades que não fizerem a prova.

 
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) corrigiu uma informação passada nesta quarta (13) e disse que ainda será marcada uma data especial para as cidades que considerarem a realização do Enem perigosa no contexto da pandemia de Covid-19.

Correção: ao ser publicada, às 18h15, essa reportagem afirmava que o Enem 2020 seria reaplicado nos dias 23 e 24 de fevereiro aos candidatos dos casos previstos pela decisão da Justiça Federal em SP da última terça (12). A nota se baseou em informação transmitida pela assessoria de comunicação do Inep. Essa data ainda será definida e anunciada posteriormente. A informação foi corrigida às 21h20.

A juíza Marisa Claudia Gonçalvez Cucio, da 12ª Vara Cível Federal de SP, negou o pedido de adiamento da prova, mas permitiu a remarcação nos municípios em que autoridades locais decidirem que a circulação dos candidatos nas datas do Enem pode trazer riscos para a cidade por causa da pandemia de Covid.

O Inep procurou o G1 após a publicação da nota e afirmou que essa data para os casos considerados pela decisão judicial ainda será definida e comunicada posteriormente.

No restante do país, a prova impressa está mantida para 17 e 24 de janeiro, apesar da pressão de estudantes e entidades.

Na terça (12), a Justiça Federal de São Paulo determinou que, caso sejam necessárias "eventuais restrições mais severas de mobilidade social ou lockdown (...) que impeçam a realização" do exame em alguma região, a prova deverá ser reaplicada pelo Inep - mas apenas nestes casos específicos.

Ao G1, o Inep afirmou que, "para qualquer caso dos que são passíveis de reaplicação", o exame ocorrerá em 23 e 24 de fevereiro. São as mesmas datas em que candidatos privados de liberdade ou que tiverem sintomas de Covid-19 em janeiro poderão prestar o Enem.

Cronograma

Abaixo, veja as datas atualizadas:

17 e 24 de janeiro:

  • Enem impresso para todo o país

31 de janeiro e 7 de fevereiro:

  • Enem digital

23 e 24 de fevereiro:

  • Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL);
  • Enem em cidades cujas autoridades locais decidirem pelo adiamento da prova;
  • reaplicação para afetados por problemas pontuais, como enchentes, que impeçam o acesso ao local de prova.

Fonte: G1

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Governador poderá determinará fechamento de praias na próxima semana se houver novas aglomerações


Em entrevista coletiva concedida de forma remota, na tarde desta quarta-feira (13), os secretários estaduais de Saúde, André Longo, e de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, deram um ultimato à população pernambucana sobre o comportamento visto nos parques e, sobretudo, nas praias do Estado.

Segundo eles, os próximos dias serão determinantes para a tomada de uma decisão a respeito do acesso a esses locais. Caso não haja uma mudança de postura na utilização desses espaços, não está excluída a possibilidade de um novo fechamento, repetindo o cenário dos meses mais duros da Covid-19 no Estado, em 2020.

Mesmo após a fiscalização nas praias pernambucanas ter sido intensificada, por pedido do Governo do Estado aos municípios, o cenário do último fim de semana não foi muito diferente do que vem sendo observado há alguns meses.

Embora algumas praias tenham registrado um público menor, as pessoas insistem em não seguir os protocolos sanitários recomendados, sobretudo no que diz respeito ao uso das máscaras, que devem ser retiradas somente no momento do banho de mar e da alimentação.

“A gente sabe a importância da faixa de areia para o comércio e para o turismo, mas, se não houver colaboração, teremos que adotar essa medida restritiva na próxima semana”, disse André Longo.

“Temos quase 200 quilômetros de faixa litorânea no Estado. Não é possível que as pessoas se concentrem no mesmo espaço. Se não prevalecer o bom-senso, vai prevalecer a ordem, com a detenção das pessoas e, se necessário, fechamento das praias. Não queremos isso. Queremos que todos convivam pacificamente, mas não se pode admitir que abusem”, completou Pedro Eurico.

fonte: www.portalpe10.com.br






Ações de Meio Ambiente para Santa Cruz do Capibaribe são abordadas por Diogo Moraes, Fábio Aragão e Helinho Aragão na SEMAS.

Nesta terça-feira (12), em reunião na Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Semas, o deputado estadual Diogo Moraes, o prefeito Fábio Aragão e o vice, Hélio Aragão, de Santa Cruz do Capibaribe, levaram demandas do município e solicitaram informações relacionadas a resíduos sólidos, abatedouro público e parques ambientais. Atentos às questões, os gestores municipais estão em buscas de parcerias com o Governo do Estado para realização de projetos importantes para a população e o Meio Ambiente local.

Inicialmente, Diogo Moraes falou dos principais problemas enfrentados nos últimos anos, a exemplo dos fechamentos do abatedouro público e do aterro sanitário de Santa Cruz do Capibaribe. “Uma cidade como a nossa, que tem mais de 100 mil habitantes, não poder contar com seu próprio abatedouro, seu próprio aterro, é muito difícil. Os custos para abater em outro município são altos para os marchantes e comerciantes. Os recursos da prefeitura que poderiam ser empregados melhor de outra forma, são usados no transporte do lixo para outra localidade. É preciso um olhar carinhoso para essa área ter melhorias significativas”, citou o parlamentar.

Para Fábio Aragão, prefeito que acaba de assumir a gestão, a ideia é realizar uma parceria para solucionar as questões, considerando as responsabilidades de Estado e Município. Fábio também solicitou apoio para implantação de Parques Florestais na cidade. Segundo o Secretário José Bertotti, será necessário juntar as equipes e realizar um diagnóstico, para, em seguida, formatar uma parceria que beneficie a população. O Secretário também destacou a importância de ensinar a população a questão da separação dos resíduos, que ajuda as prefeituras nos gastos com a coleta de lixo.  

Ao término da reunião, ficou acertado entre os representantes do município e o gestor da pasta estadual que técnicos da Secretaria irão realizar uma visita ao município para verificar a situação das localidades fechadas, a fim de auxiliar e orientar a prefeitura na tomada de decisões. Também estiveram presentes na reunião o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Cumaru e o Chefe de Gabinete do prefeito, Eliel Antônio.



Deputado Eduardo da Fonte se reúne com o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Aragão(PP), e anuncia emendas importantes para o município.

 

O deputado federal e presidente estadual do Progressistas em Pernambuco, Eduardo da Fonte, e o presidente estadual da juventude Progressistas, Lula da Fonte, se reuniram com o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Fábio Aragão, o vice-prefeito, Helinho Aragão, e secretários do município. Na ocasião, anunciaram a colocação de emendas importantes para a cidade.
No encontro, o deputado Eduardo da Fonte confirmou ao prefeito a colocação de emenda para a saúde, no valor de R$ 1 milhão para que Fábio possa investir na área da saúde do município, onde toda a população será beneficiada. Também foram anunciados pelo deputado cinco poços artesianos completos e duas retroescavadeiras junto ao DNOCS, que vão garantir que os pequenos produtores rurais possam realizar seu trabalho com mais qualidade.
“Tenho um carinho enorme por Santa Cruz do Capibaribe, pois desde o meu primeiro mandato, eu sempre tive uma boa votação no município. E quero vê-la sempre no rumo do desenvolvimento, gerando emprego e renda, crescendo cada vez mais. Por isso, sempre vou continuar trabalhando forte em Brasília para levar recursos importantes para esta grande cidade do estado de Pernambuco”, afirma Eduardo da Fonte.  


SAE/CTA retorna com atendimento presencial em Santa Cruz do Capibaribe.

O SAE/CTA de Santa Cruz do Capibaribe retornou com atendimento presencial desde o último dia 04, no horário das 07h às 15h, na rua Antônio Félix da Silva, nº 153 - Centro. De acordo com a coordenadoria do centro, devido a grande demanda e em razão da pandemia, os serviços estão sendo realizados através de agendamento.

 
Através da Secretaria de Saúde é oferecido à população testes de Hepatite B, Hepatite C, Sífilis e HIV, além da distribuição de preservativos masculino e feminino e lubrificante íntimo. É realizado um acompanhamento com uma psicóloga antes de realizar os testes e após o resultado, que é entregue no mesmo dia. Na unidade também é realizada a distribuição de medicação para pacientes com HIV.

Segundo a coordenadoria do SAE/CTA, a equipe multidisciplinar é composta por uma enfermeira, uma  psicóloga, um bioquímico, um médico que realiza atendimento todas as terças para pacientes com HIV, a coordenadora, além de uma recepcionista e de um auxiliar de serviços gerais.